creative strategies for people

Personal branding para empreendedores

Este artigo foi publicado na On Startup Magazine. A palavra empreender tomou uma dimensão enorme no nossa vocabulário, e fantásticas ideias surgem, as mentes ficaram mais criativas e diria com mais vontade de arriscar com a crise pandémica que vivemos. Contudo empreender não é para todos, sabem porque digo isto com tanta certeza? Pelo caminho tão duto que se faz, pela aprendizagem pelo erro, pelos projetos que não funcionam, pelo tempo, dinheiro e energia que se investe sem nunca ter a certeza de que vai funcionar. Por isso poucos são os que continuam a lutar e a fazer melhor todos os dias, com o que se sabem e com quem partilham este caminho. A minha admiração a todos os verdadeiros empreendedores, são uma inspiração para o meu trabalho.

Muitas das vezes também falta a confiança em comunicar ideias brilhantes e que são apagadas com uma apresentação com voz trémula, olhos no chão e mão a tremer. Boa notícia?

Tudo se treina e pode começar precisamente por iniciar o seu processo de Personal Branding. De forma sentida. Em si. Só assim funciona e faz sentido.

People-one person at a time-must feel that they have been part of shaping the thing to which we aspire.

Tom Peters

Gostava de iniciar o seu processo de Personal Branding e não sabe por onde começar? Então está a ler o artigo certo, fique confortável e leia com atenção. Vou explicar 6 passos para que possa iniciar hoje.

Podemos dizer que o processo de Personal Branding é a construção e gestão da Marca Pessoal e já reconhecido como fundamental para a estratégia de posicionamento de pessoas.

Success begets failure. Circumstances change, and the strengths that led to your first success often become weaknesses.

Tom Peters

1. Definir a sua identidade pessoal.

Crie a sua Marca Pessoal. É o primeiro passo para qualquer profissional. Pode achar que é claro para o mercado onde atua, mas acredite precisa de valorizar este ponto. A interseção de como se vê e de como os outros o veêm, vai ser precisamente o que se chama de processo de Personal Branding. Identifique as competências que o(a) fazem brilhar, as soft e as hard skills. Assim como as que precisam de ser desenvolvidas. Crie planos de ação para desenvolver as que não tem, ou eventualmente que precisam ser melhoradas. Este processo é contínuo, aqui não se trata do profissional júnior, sénior ou até estudante. O mundo muda tão rápido que as competências de hoje podem não ser as suas melhores armas amanhã. Honestidade e transparência são obrigatórias nesta análise. Não tem outra forma de o fazer. Vai seguramente descobrir muito sobre si. Ajuda fazer esta análise com um espelho. Olhe para si e faça a pergunta: quem eu sou?

Com esta etapa vai criar a narrativa da sua história. As marcas mais fortes geralmente são suportadas por uma grande história. Isto vai definir a sua marca pessoal. É fácil? Não, não é. É possível? Claro que sim! Esta pode ser a diferença no futuro do seu projeto. Não se esqueça que as pessoas interessam-se por pessoas, seja qual o negócio que a sua startup está focada, ter uma narrativa transparente, sentida e forte vai ser a diferença entre um cliente ou investidor querer trabalhar consigo, ou não. Seja claro, seja focado e certifique-se de que sua história é atraente.

2. Comece com o Porquê.

Quando desenvolve a sua Marca Pessoal, tem de necessariamente entender o seu porquê. Apostar na transparência da sua essência. Nos valores que realmente fazem mover as suas ações. Imagine-se no futuro, com tudo que está a fazer hoje. Se tiver dificuldade em fazer este exercício, peça ajuda a um(a) mentor(a) para orientação e fazer este caminho de forma mais rápida e acertada. É necessário fazer um bom pitch do seu projeto, mas normalmente o que se quer saber mais? Quem criou este projeto, o porquê. E aí sim a sua história vai ser única, vai explicar os seus porquês. Porque fazem parte de si, da sua essência. A sua marca.

3. Defina o seu posicionamento.

Em primeiro lugar, certifique-se que sua Marca Pessoal está articulada com o seu projeto, para que seja uma ferramenta a utilizar no seu crescimento. Isto obriga a um conhecimento profundo de si, enquanto pessoa, enquanto profissional, e quando se inicia um processo de Personal Branding as questões são muitas. Diria mesmo que fazer um draft do seu passado, presente e futuro pode ajudar numa visão holística da gestão da sua carreira. Muitas startups passaram já pela experiência de não conseguirem vender a sua ideia, muitas vezes porque os seus criadores não valorizam a importância, e o poder que a sua Marca Pessoal tem com todos os envolvidos. Existem uma série de competências que terá obrigatoriamente de aprender, ou desenvolver de forma permanente, a comunicação em público, escrita criativa, usar a sua imagem pessoal como ferramenta para comunicar são determinantes no seu posicionamento, logo no seu projeto.

4. Defina quem quer ser.

Assim como um negócio, a marca pessoal precisa de objetivos, de métricas e uma estratégia bem definida. Pense no que gostaria de fazer usando a sua marca pessoal, isto pode ajudar a definir quais as atividades ou a abordagem que deve fazer para atingir os seus objetivos e assim definir um plano de ação.

5. Separe a sua Marca Pessoal da marca do seu projeto.

Considerando tudo que envolve o presente e o futuro de uma startup é importante que exista uma diferença muito clara da sua Marca Pessoal e da marca do projeto. Isto dá-lhe a liberdade de trabalhar e de abraçar no futuro outros projetos, tendo sempre a mesma base. A sua marca. Entende agora a importância de a trabalhar?

6. Fazer, fazer, fazer.

Não espere pela perfeição. Se espera por ter o conteúdo perfeito, vai deixar passar muitas oportunidades, e talvez até aquele momento que pode fazer a diferença na sua vida. Lembro-me que quando comecei a trabalhar a minha marca pessoal, fazia um enorme investimento de tempo para que o conteúdo fosse notável e que levou a que muitas coisas fossem adiadas. Rapidamente percebi que esse não era o caminho. Concentre-se nos seus pontos fortes, aprenda a incluir a gestão da sua marca na sua agenda e com treino tudo passa a ser feito de forma natural e divertida. Sim divirta-se a comunicar a sua marca, tenha prazer quando o faz porque só assim vai chegar ao coração do seu público. Por isso corda nos sapatos e vamos a isto!

A lista podia continuar, mas acredite que ao aplicar estes 6 passos, vai ter resultados de impacto na sua marca e indiretamente no seu projeto. Os primeiros passos estão dados, agora perca o medo, partilhe a sua opinião, ouça o seu público e usufrua do poder da Marca Pessoal. A sua.

Com carinho,

Raquel

Partilhe este artigo com quem gosta e precisa de ler isto:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin

Artigos relacionados

sobre mim

people. style. design.

Gosto de conversas sentidas e com sentido.

Formação

Formação Online

Conheça agora as formações disponíveis para si.

DAY BY DAY AGENDA

Plan and Feel your Life.

A Day by Day Agenda é produzida no Porto. É uma agenda criada por mim para si. Conheça já em pormenor.

ARTIGOS RECENTES

categorias

SUBSCREVA A MINHA NEWSLETTER

Irá receber os últimos posts, estratégias e ferramentas!

Vamos falar?